O TRIUNFO DO CAMPO (CRÍTICA A BEM-VINDOS A BEIRAIS)

20:41

A pseudo-série do canal do Estado, embora tenha uma história pobre, tem mais qualidade que as ficções concorrentes.

Com franqueza, se analisarmos Bem-vindos a Beirais enquanto "série de longa duração" - algo que a RTP a teima em chamar - então estamos perante um péssimo produto televisivo. Pelo contrário, se a virmos enquanto telenovela, não tenho dúvidas que é a melhor que está actualmente em exibição.


É verdade. Parece que, desta vez, a RTP acertou na telenovela para transmissão em Horário Nobre (se esse fosse ou não o horário mais adequado para uma televisão do Estado transmitir uma telenovela, então a conversa já seria outra). Não por ser uma história rural, para um público menos letrado e, portanto, mais vasto, mas por estar bem contada, ao contrário da antecessora Sinais de Vida, que foi um verdadeiro pesadelo. A trama principal, no entanto, poderia não cheirar a mofo.

Diogo Almada é um homem stressado, residente em Lisboa. O trabalho a que está sujeito é tanto que acaba por sofrer um pequeno ataque cardíaco. Tal acontecimento leva-o a repensar a sua qualidade de vida e muda-se para o campo, deixando a namorada, Teresa, na cidade.
Na aldeia de Beirais, Diogo vai ter dificuldades de adaptação a um estilo de vida nos antípodas do da vida citadina e os dissabores agravam-se quando se apaixona por Clara e se vê entre a cidade e o campo.


Apesar do lancinante cliché que é a vida amorosa de Diogo (Pepê Rapazote) e da persistência em nos dizerem que a cidade é o Bicho-papão, os escritores conseguiram pegar nas características estereotipadas da aldeia e proporcionar situações de grande realismo e, ao mesmo tempo, cómicas. Até porque, diga-se, existem ainda muitas localidades portuguesas com os mesmos problemas de comunicação e ambiente social de Beirais, ao contrário do que se possa pensar.
Neste aspecto do retrato da vida rural, sendo esse o principal objectivo deste produto de ficção, Bem-Vindos a Beirais está a cumprir o pretendido.


Mas não é essa a razão principal da qualidade desta série/ telenovela. O que mais me surpreendeu foi a qualidade da escrita. Uma vez que estamos perante um programa para as massas, a escrita dos episódios poderia ser desfalecida, sem entusiasmo e inteligência. Mas tal não se efectivou.


Todos os episódios são fechados, embora a história continue no episódio seguinte, e existe sempre uma lição de moral, tudo o que nos é contado tem razão de ser, os elementos interligam-se inteligentemente e fazem-se paralelismos interessantes. Lembro-me de um dos episódios, intitulado Pontos de vista, que consistia em vermos o dia do casal Diogo e Teresa [Sandra Santos], em Beirais, segundo o modo como cada um deles o percepcionou. E, para uma novela, estava brilhante. A criatividade empregue na escrita de episódios pode elevar ou matar um produto de ficção. E, no caso de Bem-Vindos a Beirais, o resultado é óbvio.


Contudo, os conflitos do protagonista são assaz limitados e, em grande parte dos episódios, o foco não está nele, mas nos restantes personagens da história. E, olhando para o elenco, algumas interpretações não convencem, nomeadamente a de Oceana Basílio que, só agora, quando a história vai a mais de metade, começa a entrar na personagem, e a de Nuno Janeiro, que é tão bom actor como eu sou astronauta.


A par disso, algumas personagens, nomeadamente a de Tomás Alves, são desnecessárias, já que aparentam não ter personalidade, e quase todas elas são maniqueístas, sendo este o erro capital de Bem-Vindos a Beirais, bem como das telenovelas em geral.
Desejaria apenas que a RTP deixasse de ser hipócrita e chamasse, como se costuma dizer, "os bois pelos nomes". Se querem pôr uma novela em horário nobre, ponham. Mas não o façam a medo. Deixem-se dessas intermitências, dessas indecisões. Porque são elas que atiraram o canal para o fundo da tabela das audiências.

Bem-Vindos a Beirais é transmitida na RTP1, às 21:00h, e tem já mais de 60 episódios.

Avaliação: *




*
☆☆☆☆☆- Péssimo
★☆☆☆☆- Mau
★★☆☆☆- Razoável
★★★☆☆- Bom
★★★★☆- Muito Bom
★★★★★- Excelente

0 comentários