SABORES QUE COMBINAM (CRÍTICA A CHEFS' ACADEMY)

17:24

Original, criativo, moderno e educativo. Com Chefs' Academy, a RTP prova que o serviço público está bem e recomenda-se.

Para aqueles que, ao verem a televisão ser assaltada por programas culinários, se perguntam se fazem falta ainda mais formatos do género, eu respondo: Se forem bons, é claro que fazem. E Chefs' Academy não só é um programa bastante satisfatório, como se destaca pelo seu ineditismo.


É que, neste programa, os concorrentes não competem entre si elaborando pratos cuidados e adornados, típicos de chefs ou de aspirantes a tal. Não. Aqui, os concorrentes são alunos, não sabem cozinhar, e o concurso funciona, sobretudo, como uma escola para eles e para quem está em casa.
Pois é: Em Chefs' Academy, os telespectadores identificam-se fortemente com os formandos inexperientes, mais do que em qualquer outro programa do género.


E é Catarina Furtado quem nos apresenta, todas as semanas, a jornada das doze pessoas que estão a aprender a cozinhar. Contudo, a sua presença não passa de uma estratégia da RTP para aumentar as audiências, já que os cozinheiros que dão a formação aos alunos e lhes propõem os desafios seriam perfeitamente capazes de colmatar a ausência de alguém que se limita a cumprimentá-los e a falar com eles nos intervalos das provas.


Até os surpreendentemente carismáticos e transparentes alunos provam que as intervenções de Catarina Furtado são dispensáveis, a julgar pelos momentos em que, sozinhos, se confessam e revelam os seus sentimentos, comentando as provas e outras situações que enfrentam, em frente à câmara.
De facto, os concorrentes anónimos deste novo programa são dos mais verdadeiros, interessantes e abertos que já vi na RTP, pelo que o processo de casting foi assaz bem feito. É claro que haverá quem lá esteja simplesmente para ter mais uns minutos de fama.


Quanto ao funcionamento semanal do programa, esse é bastante simples, mas também muito bem conseguido: Numa primeira parte, geralmente é feita uma "visita de estudo", na qual os participantes aprendem in loco como são feitos determinados produtos, ou como são distribuídos para os vários hipermercados, por exemplo. Digamos que é uma parte mais teórica, em que não se mete as mãos na massa.


Na segunda parte, é feita uma prova concernente à visita de estudo, em que os concorrentes têm de preparar um prato que posteriormente é avaliado, e, na última parte do programa, é feita mais uma prova sobre outro tema, não sem antes haver uma aula com o professor que os irá avaliar, sempre com a companhia do director da escola e chef de cozinha, José Cordeiro.


E já que falo em José Cordeiro, convém salientar que muitos terão este chef como alguém que tem uma postura demasiadamente austera e estereotipada, o que é, de facto, verdade. Não obstante, não considero que isso manche de alguma forma o programa. Aliás, até o torna ligeiramente mais atractivo.


A juntar a isto uma realização e edição dinâmicas e um tanto ao quanto frenéticas, bem ao estilo de programas de competições culinárias, mas ambas adaptadas à realidade portuguesa, Chefs' Academy é educativo, é entretenimento de qualidade e faz serviço público de uma forma notável.

Chefs' Academy é transmitido na RTP1, aos sábados, por volta das 22h.

Avaliação: *


*
☆☆☆☆☆- Péssimo
★☆☆☆☆- Mau
★★☆☆☆- Razoável
★★★☆☆- Bom
★★★★☆- Muito Bom
★★★★★- Excelente

0 comentários