AS MELHORES TELENOVELAS PORTUGUESAS DOS ÚLTIMOS ANOS

22:43

Todos os anos, somos inundados de telenovelas. Mas só algumas merecem destaque, pela qualidade superior que apresentam.
Estas são as minhas dez telenovelas portuguesas de eleição, ordenadas por ordem de preferência.

1º Lugar - Laços de Sangue (2010)


Laços de Sangue, vencedora de um International Emmy Award, é possivelmente a melhor telenovela portuguesa que já vi. Foi esta a telenovela que estabeleceu as directrizes, nomeadamente no que toca à brilhante formação de núcleos, que todas as subsequentes telenovelas da SIC seguiram, sendo sempre bem-sucedidas.
Nota-se, na escrita empolgante, que foi pensada atempadamente, sendo que muitas das cenas que vemos rimam de modo magistral. E a protagonista, Diana, é, sem dúvida, a personagem mais rica e com mais nuances interessantes que alguma vez vi na televisão portuguesa.

2º Lugar - Ninguém Como Tu (2005)


Existem duas eras: A das telenovelas anteriores a Ninguém Como Tu e as posteriores. É que foi esta a história que introduziu os ingredientes que hoje em dia sabemos que são essenciais numa telenovela de sucesso: A mestria na exploração de uma morte violenta e misteriosa, personagens audazes e espirituosas, diálogos inteligentes e protagonistas e vilões com traços de personalidade para sempre inesquecíveis.

3º Lugar - Tempo de Viver (2006)


Em Tempo de Viver, Rui Vilhena aproveita o que mais fez brilhar a sua telenovela anterior e explora-o ao máximo. Desta vez, temos um novo mistério que, quando damos por isso, já nos infectou, deixando-nos colados ao televisor. Ademais, a riqueza no modo como as duas famílias principais se cruzam é absolutamente deliciante, já para não falar da protagonista, Maria Laurinda, a mais marcante de toda a história.

4º Lugar - O Beijo do Escorpião (2014)


Esta é, a par de Laços de Sangue e Olhos Nos Olhos, uma telenovela de valor acrescentado, no sentido em que a estrutura se assemelha à da série.
Temos uma história de vingança, que evolui para um thriller policial, sem nunca perder a adrenalina, a consistência na escrita dos episódios e a originalidade das histórias secundárias.

5º Lugar - Olhos Nos Olhos (2008)


Negra e acutilante, esta é a telenovela mais bem realizada que vi. A complexidade da história e os temas tabu, como a transexualidade e o tráfico de órgãos, tornam-na pesada e num produto muito pouco mainstream. Uma verdadeira raridade no mundo das telenovelas. Tele-literatura de qualidade superior.

6º Lugar - Meu Amor (2009)


Uma história que vai crescendo em interesse e em situações que nos colam ao ecrã, esta telenovela lida habilmente com o jogo amoroso dos dois principais casais e com a destruição emocional provocada pela revelação original de segredos borbulhantes, correspondendo sempre às expectativas. Não foi por acaso que se tornou na primeira telenovela portuguesa a arrecadar um International Emmy Award.

7º Lugar - Vila Faia (2008)


Não conheço a fundo a primeira telenovela portuguesa. Mas estou a par do suficiente para considerar esta uma grande adaptação. Houve inteligência e irreverência, quer na nova abordagem aos personagens principais da história, conhecidos por todos, quer na introdução de novos, com igual interesse e paixão. O desenrolar da trama é dos mais cativantes que tenho visto.

8º Lugar - Deixa Que Te Leve (2009)


Esta é a novela que melhor logrou defender a componente da fantasia e do sonho, sem tornar a história ridícula. O excelente desenvolvimento, em crescendo, da vilã, sem nunca tirar protagonismo a Luz, denota grande engenho por parte da equipa de guionistas. A par dos personagens secundários, leves mas não desinteressantes. Cómicos mas nunca ocos.

9º Lugar - A Outra (2008)


Esta é a história de vingança mais apaixonante das telenovelas portuguesas. Denotando mestria na reviravolta forçada dos acontecimentos. É que, quando Margarida Marinho, que dava vida à protagonista, engravidou, a sua personagem teve de morrer, obrigando a uma reestruturação da história, que poderia tê-la levado para a valeta. Mas, em vez disso, obrigou a equipa de guionistas a reinventar-se e a dar-lhe um final propositadamente em suspenso. Algo que nunca vi no último episódio de nenhuma outra telenovela.

10º Lugar - Morangos Com Açúcar #7 - Vive o Teu Talento (2009)


Mais artística do que as restantes temporadas, não só no que é concernente aos momentos musicais e dançantes, a sétima temporada da série juvenil traz-nos um elenco que, pela primeira vez, é homogéneo na arte de representar.
Sendo assumidamente um musical, os momentos de canto e dança têm, todos eles, razão de ser e ajudam, de facto, na acentuação das emoções e dos conflitos das personagens.

0 comentários